ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Cerca de 30 mil servidores da Educação escolhem nova presidente do Sinteal


O Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal) realiza, nesta terça (9) e quarta-feira (10), a eleição para a presidência da entidade. Ao todo, foram distribuídas 170 urnas na capital e no interior do estado, e o resultado só sai na quinta-feira (11). 

Neste ano, disputam o cargo a atual presidente do sindicato, Maria Consuelo, pela Chapa 1, e a professora Enaura Fernandes, através da Chapa 2. A partir desta eleição, o mandato será de quatro anos, quando, antes, era de três. Estão aptos a votar cerca de 30 mil servidores filiados até julho deste ano. 

Candidata fala sobre a gestão atual do sindicato

A candidata Enaura Fernandes disse que a chapa 2 vê a eleição como forma de renovação. "É a construção do novo, da busca de modificar a forma como as deliberações do sindicato estão sendo conduzidas. A base hoje se encontra muito abandonada, muito insatisfeita com todo o processo que vem se desenrolando aqui, sem realmente atingir as necessidades da categoria, formada também pelos profissionais como merendeiro, porteiro, agente administrativo, dentre outros servidores". 

Na oportunidade, Enaura destacou como principal proposta da chapa a implantação do portal da transparência e da ouvidoria. "Nós temos várias propostas. A primeira delas é realizar uma auditoria para verificar toda a questão financeira do sindicato, que, ao longo desse tempo, nós não tivemos prestação de contas. E vamos implantar a ouvidoria para que a gente possa escutar a categoria e ela possa dizer quais são as necessidades que ela quer que a gente corra atrás. Outra coisa importante é estar sempre na base e trazer a base para gente, e não, pequenos grupos".

A atual presidente do Sinteal disse que a chapa pretende fortalecer o sindicato, que tem a maior quantidade de servidores da Educação do estado. "O momento conjuntural nos impõe cada vez mais o fortalecimento desse instrumento de luta, que é o sindicato. Por isso, estamos nos propondo a dirigir mais uma vez essa entidade". 

Segundo ela, o sindicato busca a valorização dos profissionais da Educação, a autonomia pedagógica e, também, a saúde do trabalhador.

Consuelo diz que chapa 1 pretende fortalecer o sindicato

"Isso é uma luta grandiosa que a gente trava cotidianamente, todos os anos. É de conhecimento da imprensa que nós estamos nas ruas, levantando nossas bandeiras, defendendo a classe trabalhadora. Os nossos companheiros têm perdido porque o governo do Estado está burlando a gestão democrática, atropelando esse processo e apresentando vários pacotes. A questão da saúde do trabalhador vem retirando esses trabalhadores do espaço da escola porque a jornada extenuante faz com que esses profissionais adoeçam. Temos na pauta concurso para novos profissionais, já que temos uma demanda muito grande de contratados", declarou a presidente. 

Consuelo disse que o sindicato luta para que o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) se mantenha, já que, em 2020, o fundo acabará. "Temos que estar mobilizados para que possamos garantir esses recursos para educação e valorização dos trabalhadores em Educação", diz.

Sobre as prestações de contas do Sindicato, Consuelo disse que foi criado um conselho fiscal que acompanha trimestralmente as contas. "Temos uma responsabilidade muito grande com o que entra nessa entidade, pois é o patrimônio que a gente tem; primamos por esse recurso que entra de cada trabalhador".


Candidata Enaura Fernandes representa a chapa 2 nesta eleição


GREVE DOS SERVIDORES

Ela disse que a greve dos servidores está num "quadro adverso". Com a decisão da Justiça em manter 75% da jornada dos profissionais, parte deles ainda cumpre essa jornada, mas outros já voltaram a trabalhar normalmente. No dia dos professores, na próxima semana, haverá uma atividade no Calçadão do comércio. 

"Vamos convidar todos os trabalhadores da Educação e fazer uma atividade, uma assembleia pra gente dialogar com a categoria para tirar os encaminhamentos da luta. Nós iniciamos a nossa greve em assembleia e precisa dialogar como nosso povo que rumo vamos tomar, que forma de luta vamos dar para esse momento. O município está implantando ponto eletrônico para o conjunto de servidores. Então, nós estamos atentos a toda essa pauta e para lutar mais uma vez pelo direito da classe trabalhadora", pontuou Consuelo. 
Por: Gazeta Web


 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger