ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

quinta-feira, 8 de março de 2018

Alagoanos devem gastar cerca de R$ 112 milhões para mudar placas de carros



A resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (08), que determina a troca das atuais placas de identificação de veículos por outras que seguem o padrão dos países do Mercosul, vai ter um custo para os proprietários, ainda que não seja de imediato.

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran-AL), se o valor do emplacamento permanecer o mesmo, como deve ocorrer, serão gastos aproximadamente R$ 112 milhões pelos proprietários de 700 mil veículos, que correspondem hoje à frota alagoana.

“A ideia é que fique o mesmo preço. Nós não queremos aceitar nenhuma situação de majoração para o condutor. Então o custo para os condutores de motocicletas, carros e caminhões, para todos os motoristas cadastrados no órgão, deve continuar variando entre R$ 130 e R$ 190. A expectativa é que o preço não seja aumentado”, informou Antônio Carlos Gouveia, diretor-geral do Detran-AL.





Em junho desse ano, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) devem estar em Alagoas para participar de uma audiência pública, com a presença de todos os órgãos envolvidos. Na ação, o Detran deve apresentar a nova resolução, que visa o emplacamento dos carros novos até 1º de setembro deste ano.

“Estamos trabalhando para que Alagoas seja o primeiro estado da federação a entrar neste contexto de implantação das novas placas. Já estamos com o processo para sair na frente”, disse. Esse novo modelo tem uma série de vantagens para o condutor. Ele vai dar segurança a nível de América Latina", completou.

A placa no padrão Mercosul deve ser usada em todos os veículos do país até 31 de dezembro de 2023.

Novo padrão

As placas terão fundo branco com margem superior azul, contendo, ao lado esquerdo, o logotipo do Mercosul. Ao lado direito, ficará a bandeira do Brasil e, ao centro, o nome do país.

Do lado direito, haverá ainda a bandeira do estado, o brasão do município e o nome da cidade

O atual modelo com três letras e quatro números será substituído por outro com sete caracteres alfanuméricos (letras e números), com combinação aleatória que será fornecida e controlada pelo Denatran. O último caractere da placa será sempre um numeral.

Ou seja, o atual modelo BRA-0317 (fictício) deixa de existir. O novo será, por exemplo, BRA0S17.


Segundo a resolução, as placas terão um chip e código de barras bidimensionais dinâmicos, os chamados QR code, e precisam ser homologadas junto ao Denatran.

A cor dos caracteres alfanuméricos e das bordas da placa de identificação veicular será determinada de acordo com a categoria dos veículos: preta para carros particulares; vermelha para comerciais; azul para carro oficial ou de representação; dourada para diplomático/consular; verde para especiais (experiência e fabricantes de veículos, peças e implementos); e cinza prata para veículos de coleção. 

Com informações do Folhapress.

Fonte: TNH1
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger