ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Alagoas reduz em 42,6% o número de homicídios durante o carnaval de 2018



A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP) divulgou, durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (15), os números de ocorrências registradas durante o carnaval. Houve redução de 42,6% no número de homicídios comparado ao período carnavalesco do ano passado.

Segundo o levantamento do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac) da SSP, em todo o Estado ocorreram 27 Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI). Já em Maceió foram registrados 11. Quando comparamos com os dados do carnaval de 2017, constatamos que houve uma redução significativa no número de crimes. Em Alagoas ocorreram 47 homicídios, enquanto que na capital foram registrados 19 crimes. Uma redução de 42,6% em todo o Estado e de 42,1% na capital.

Durante a apresentação dos dados, o secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, frisou que nenhum dos crimes ocorreu nos locais onde houve festejos. “Conseguimos um grande resultado, o segundo melhor dos últimos oito anos”, disse.

Ainda de acordo com o estudo do Neac, das 27 mortes que ocorreram em Alagoas, 10 foram decorrentes de acidentes de trânsito. Durante as abordagens realizadas, as polícias conseguiram apreender 19 armas de fogo e o 181 Disque-Denúncia recebeu 199 denúncias entre sexta-feira (9) e quarta-feira (14).

Também houve queda no número de roubo a coletivos em Maceió. Em 2017 ocorreram 14 ações e este ano o número caiu para apenas cinco, uma redução de 65%.

Os Batalhões de Trânsito (BPTran), Rodoviário (BPRv) e a Lei Seca, juntos, abordaram 4.978 veículos, sendo que, destes, 1.330 resultaram em autuações aos condutores por irregularidades. Foram realizados 823 testes do etilômetro e 99 veículos abordados e recolhidos por apresentarem alguma irregularidade. Quarenta e sete motoristas foram flagrados em situação de embriaguez ao volante, outros 30 não portavam CNH e as polícias ainda recolheram 19 carteiras de habilitação irregulares.

A Polícia Militar (PMAL) atendeu 634 ocorrências nos cinco dias de carnaval, dentre roubo, ameaça, tráfico de drogas, furto, desacato, lesão corporal, violência contra a mulher, perturbação de sossego alheio, tráfico de drogas, disparo de arma de fogo, violação de domicílio, receptação e dano.

Já a Polícia Civil registrou 827 ocorrências dentre roubo, ameaça, tráfico de drogas, furto, desacato, lesão corporal, violência contra a mulher, perturbação de sossego alheio, tráfico de drogas, disparo de arma de fogo, violação de domicílio, receptação e dano.

O Corpo de Bombeiros atendeu 226 ocorrências em Alagoas, sendo que destas 106 foram na região Metropolitana e as 120 demais em municípios do interior. Foi registrado um óbito por afogamento no município de Major Izidoro e as equipes realizaram cinco resgates no mar, sendo quatro na praia do Francês e um na Barra de São Miguel.

O secretário Lima Júnior avaliou como positivo o resultado obtido e destacou a preocupação das corporações em traçar o planejamento de forma integrada e antecipadamente. “É importante agradecer ao Poder Judiciário, ao Ministério Público do Estado e à sociedade alagoana por este resultado. Vivemos uma crescente de homicídios no país e conseguimos reduzir o número durante o carnaval em Alagoas. E todo o planejamento foi feito sem prejuízo aos efetivos ordinários das corporações, o que mostra o sucesso de se trabalhar de forma integrada”, afirmou.

O comandante-geral da Polícia Militar de Alagoas (PMAL), coronel Marcos Sampaio, falou da importância da assinatura dos Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) com os municípios onde haveria festa, o que auxiliou a PM no planejamento do efetivo a ser empregado em cada região. “Nós tivemos ainda jogos do Campeonato Alagoano durante o carnaval e planejar de forma antecipada ajudou bastante. Tenho certeza que o resultado alcançado será importante para que no fim do ano Alagoas reduza ainda mais os homicídios”, afirmou.

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, parabenizou o trabalho de todas as equipes envolvidas e fez um agradecimento especial ao governador Renan Filho pelo pagamento antecipado das diárias das equipes escaladas para o carnaval. “A Polícia Civil atuou com delegacias de plantão, equipes especializadas nas ruas, de forma antecipada e integrada”, completou.

Para o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adriano Amaral, uma das principais ações feita pela corporação no período foi a prevenção. Ao todo, os Bombeiros realizaram mais de 5 mil ações preventivas em Alagoas, o que, na sua avaliação foi determinante para a queda no número de ocorrências.

“Tivemos um carnaval atípico, e foi muito importante esta política de prevenção, conscientizando as pessoas dos riscos para, assim, conseguirmos evitar acidentes e afogamentos”, afirmou.

Fonte: Agência Alagoas


 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger