ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Estudante que sonha em ser delegado de Polícia conhece Secretaria da Segurança

Desde os 11 anos de idade, Rafael da Silva Pinto já havia decidio ser delegado de PolíciaTexto de Vanessa Siqueira

“O que vou ser quando crescer?” O questionamento ronda a cabeça de jovens estudantes que estão prestes a fazer vestibular. Para uns, a escolha é difícil, pois acaba sendo influenciada pela família ou amigos, mas, para outros, a carreira a seguir foi decidida muito cedo.

É o caso do estudante Rafael da Silva Pinto, de 16 anos, que desde os 11 decidiu que seria delegado de Polícia Civil. Ele conheceu, nesta terça-feira (12), as dependências da Secretaria de Estado da Segurança Pública, no Centro, e conversou com o secretário executivo de Políticas da SSP, Manoel Acácio Júnior, sobre os desafios da profissão.

Rafael contou que o interesse pela carreira surgiu quando conheceu o trabalho dos militares do 3º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Arapiraca. Logo depois começou a fazer amizade com alguns servidores do quadro da Polícia Civil e decidiu a área que iria atuar.

O primeiro contato com o universo dos delegados aconteceu quando ele morava em Arapiraca, com o delegado Mário Jorge, titular do Departamento de Polícia Judiciária Área 3 e, também, da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic). Quando se mudou para Maceió conheceu outros delegados e algumas unidades da Polícia Civil.

“Conheci o doutor Mário Jorge, depois a delegada Maria Angelita e Luci Mônica. Também conheço o delegado Vinícius Ferrari e o Fábio Costa. Fui conhecendo um e depois os demais e vendo como funciona a vida de um delegado. Achei muito legal”, disse.

Mesmo com a convicção de ser delegado de polícia, Rafael disse que enfrenta resistência por parte de alguns familiares, que consideram a profissão perigosa. “Meus pais não querem que eu seja delegado, mas sempre explico a eles que não. Vou estudar e me preparar para a profissão”, afirmou.

Pelas redes sociais Rafael conheceu o secretário adjunto, Manoel Acácio, e hoje teve a oportunidade de saber de sua trajetória profissional.

“Ele me conheceu pelo Instagram e mandou mensagens pedindo pra conhecer a secretaria. Então, marcamos para hoje esse encontro. Mostrei alguns setores e um pouco mais da rotina de um delegado e da função de secretário adjunto. Eu, antes de ser delegado de polícia, fui oficial da Polícia Militar e cheguei ao cargo de capitão. Cursei Direito, fiz alguns concursos e passei em Alagoas para Delegado da Polícia Civil. Passei por alguns departamentos, como a Deic, até que recebi o convite para o cargo aqui na secretaria. Desejo boa sorte ao Rafael e que ele consiga realizar o sonho dele”, afirmou.
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger