ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Convênio entre Sesau e Fundação Cordial garante assistência a pacientes cardiovasculares

Implantação da Hemodinâmica no HGE e a disponibilização de cateterismo e angioplastia de urgência, 24 horas por dia e nos sete dias da semana, vem salvando vidas de infartados da rede SUSTexto de Neide Brandão

A assistência prestada aos alagoanos que necessitam ser submetidos a procedimentos de alta complexidade na área cardiovascular ganhou mais agilidade com a Unidade de Hemodinâmica do Hospital Geral do Estado (HGE). Pacientes infartados são diagnosticados e tratados em um laboratório de hemodinâmica moderno que realiza procedimentos de primeiro mundo.

Antes, em Alagoas, um paciente do Sistema Único de Saúde com diagnóstico de infarto agudo no miocárdio (IAM) não tinha como ser submetido às técnicas de desobstrução dos vasos sanguíneos através de um cateterismo cardíaco de urgência e a realização de angioplastia primária com implante de stent coronário. Agora, todos os alagoanos estão protegidos por uma verdadeira rede que conecta as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), com o Samu, os plantonistas do HGE e os cardiologistas e hemodinamicistas da Fundação Cordial.
 

“A implantação da Hemodinâmica no HGE e a disponibilização de cateterismo e angioplastia de urgência, 24 horas por dia e nos sete dias da semana, vem salvando vidas e diminuindo o dano ao coração dos infartados da rede SUS, com um benefício que se traduz não só em vidas salvas, mas também em manutenção da capacidade de trabalho e melhor qualidade de vida do doente. Com a inauguração de nossa hemodinâmica, a angioplastia primária e o cateterismo passaram a ser realizados com grande brevidade de tempo dentro do hospital e quem sai ganhando mesmo é o paciente”, destacou Marta Mesquita, gerente do HGE.
 

A Unidade de Hemodinâmica do HGE é a primeira instalada em hospital público em Alagoas e presta atendimento de urgência para pacientes infartados. Ela oferece procedimentos de alta complexidade, como angioplastia primária e secundária, cateterismo de emergência e urgência, colocação de marcapasso, implantes de stent, estudo eletrofisiológico e ablação. A ala foi idealizada por meio de um convênio entre a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e a Fundação Cardiovascular de Alagoas (Cordial).
 


Avanço 


A parceria pioneira garantiu que, de junho de 2016 a agosto de 2017, por exemplo, 1.269 usuários do SUS tivessem acesso às técnicas mais avançadas do mundo nos exames e tratamentos cardiovasculares, com destaque para a realização de diagnósticos e procedimentos terapêuticos utilizando a técnica do cateterismo.
 

“É extraordinário presenciar o sorriso dos nossos pacientes e saber que estamos diminuindo seu sofrimento. A Hemodinâmica do HGE representa um avanço grande na acessibilidade dos usuários do SUS em Alagoas a técnicas mais modernas da medicina. Nós queremos que esse sucesso seja infinitamente maior e que o nosso HGE se torne referência nessa área e em muitas outras”, afirmou o secretário de Saúde, Christian Teixeira.
 


Ilma Duarte (54 anos) foi uma das beneficiadas com a existência da área no HGE. Ela quase foi vítima de uma morte súbita. A servidora pública sem problemas cardiovasculares sabidos, adepta de caminhadas e muito disposta, foi internada no Hospital Geral no dia 21 de outubro, e uma angioplastia coronária evitou um infarto fulminante.


 

“O atendimento foi primoroso, rápido, diligente. Já não sinto dores, porém sei que precisarei adotar novos hábitos de vida. Se não fosse esse serviço, eu poderia ter morrido”, revela.
 

Ela contou que vinha sentindo, há mais de um ano, um desconforto no tórax, que atingia o pescoço e orelha esquerda. “Como fiz meus exames de rotina e deram normais, relaxei. No domingo, antes da internação, senti que não deveria ir trabalhar. O médico disse que isto me salvou! Meu trabalho exige certa força física e, provavelmente, meu coração não aguentaria”, contou a servidora.
 

Ilma estava com 99% das artérias coronárias obstruídas. A angioplastia reparou o vaso deformado, restaurando o fluxo sanguíneo dificultado pela presença de placas de gordura. As artérias coronárias são responsáveis pelo transporte de oxigênio ao coração.
 

O infarto fulminante é a forma mais comum de morte súbita em adultos já com histórico de infartos anteriores ou com fatores de risco para doença cardiovascular, como diabetes, hipertensão arterial, colesterol elevado, tabagismo, entre outros. A morte súbita pode ser revertida, caso seja reconhecida e tratada imediatamente.
 


Pioneirismo 


Para o cardiologista-chefe do Serviço de Hemodinâmica do HGE, Ricardo César Cavalcanti, o serviço dentro do HGE representa a estruturação da assistência cardiovascular em Alagoas. “Nós temos um programa baseado na formação de uma linha de cuidados ao paciente infartado que é hoje superior a da maioria dos estados brasileiros. Oferecemos serviços de ponta e queremos avançar mais. A finalidade é estruturar cada vez mais o fluxo para o suporte das cardiopatias no estado”, assegurou.
 

De acordo com o médico, o HGE é o primeiro hospital público em Alagoas a ofertar, através do SUS, o atendimento de alta complexidade de urgência na área de cardiologia, com funcionamento 24 horas por dia e realização não apenas do cateterismo cardíaco e angioplastia coronária, mas também o estudo eletrofisiológico, um método de alta complexidade que avalia as propriedades elétricas do coração e o sistema de condução, e do implante de marcapasso cardíaco.
 

“Os benefícios com esse tipo de serviço vão muito além da assistência aos pacientes submetidos aos procedimentos, pois a criação da rede de atendimento ao infartado gera maior qualidade do ato médico a todos os pacientes atendidos pelo sistema criado, independente de procedimentos. Só no primeiro ano atendemos mais de 13 mil alagoanos com suspeita de infarto”, destacou Cavalcanti.
 

O Serviço de Hemodinâmica do HGE faz parte do Programa IAM estadual e oferece o atendimento de urgência ao paciente infartado, com profissionais médicos cardio-hemodinamicistas 24 horas por dia.
 

“O tratamento com hemodinâmica, garante protocolos médicos específicos para o infarto agudo do miocárdio. A nossa expectativa é prestar uma assistência permanente e exclusiva nessas áreas específicas, contribuindo para o avanço da saúde alagoana”, destacou o especialista.
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger