ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Locais de prova do concurso para defensor serão divulgados a partir do dia 6

Os candidatos que vão fazer o concurso para a Defensoria Pública do Estado de Alagoas (DPE/AL) podem conferir os locais do certame a partir da próxima segunda-feira (6). A prova objetiva acontece no dia 18 de novembro e a subjetiva no dia 19, conforme publicado sob a forma de ato pelo defensor público-geral, no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (3). 

De acordo com a publicação, o objetivo do concurso é o preenchimento de vagas no cargo de defensor de 1º classe. Os candidatos devem acessar o endereço http://www.cespe.unb.br/concursos/dpe_al_17_defensor e fazer a consulta dos locais do exame. 

O órgão informa que a prova objetiva terá a duração de 5 horas e será aplicada no dia 18 de novembro, às 13h (horário local). Já as provas discursivas terão, cada uma, a duração de 4 horas e serão aplicadas no dia 19, às 8h (prova discursiva P2), e, às 15h (prova discursiva P3), observado o horário local. 

Portanto, a partir do dia 6, os candidatos já podem conferir os locais de prova, comparecendo com antecedência mínima de uma hora, munido de caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, do comprovante de inscrição e do documento de identidade original.

Será eliminado do concurso o candidato que, durante a realização das provas, for surpreendido portando aparelhos eletrônicos; objetos, como relógios, óculos, chapéus; e qualquer recipiente ou embalagem (tais como garrafa de água, suco, refrigerante e alimentos) que não seja fabricado com material transparente.

O ato foi assinado pelo defensor público-geral, Ricardo Antunes Melro. 

O CONCURSO

A Defensoria Pública de Alagoas publicou, no Diário Oficial do dia 4 de agosto, o edital do concurso para defensor. O salário é de R$ 26.125,16 e o certame será realizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

Para participar, é necessário ser brasileiro ou português, ter diploma de conclusão de curso de graduação em Direito e, no mínimo, três anos de atividade jurídica. 

As áreas cobradas abrangem Direito Administrativo, Civil, Constitucional, da Criança e do Adolescente, Consumidor, Empresarial, Penal e Previdenciário, dentre outras. O candidato também terá que elaborar uma peça processual e responder a duas questões dissertativas. Além disso, haverá prova oral. 

A nota final no concurso será a média aritmética das notas finais obtidas em todos os exames. Em caso de empate, terá preferência quem tiver maior idade, obtiver maior nota final nas provas e tiver exercido a função de jurado. 

GazetaWeb.com
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger