ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Renan Filho defende união no combate à violência contra a mulher em Alagoas

Na abertura da Feira das Margaridas, Renan Filho destacou a parceria das instituições, em todas as esferas, para enfrentar a violência contra a mulher

A união entre o Governo do Estado, Ministério Público Estadual (MPE), sociedade civil e entidades que trabalham pelos direitos da mulher foi ressaltada pelo governador Renan Filho, nesta quarta-feira (30), como a melhor maneira de enfrentar  “a forma mais desumana de imposição da força física” em Alagoas, a violência contra a mulher.

Renan Filho participou da abertura oficial da Feira das Margaridas, promovida pelo Instituto de Terras de Alagoas (Iteral), que acontece até o dia 1º de setembro, na Praça da Faculdade, no bairro do Prado, em Maceió.


A feira, cujo nome homenageia a sindicalista rural Margarida Alves, assassinada na Paraíba, em 1983, integra a programação do Agosto Lilás, campanha de conscientização coordenada pelo Ministério Público no combate à violência contra a mulher.

“Se tem uma coisa que não cabe mais no mundo moderno é a violência de um modo geral, sobretudo contra a mulher, que é a forma de violência mais desumana. De maneira que a reação contra a atitude covarde da violência contra as mulheres deve sair de todos os rincões. Do Governo do Estado a todas as outras instituições. Quero parabenizar o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça, por capitanear essa iniciativa e emprestar seu prestígio profissional e pessoal nessa campanha tão importante em defesa das mulheres alagoanas”, disse o governador Renan Filho.

“O mais importante é que qualquer um de nós que tome conhecimento de um caso de violência contra a mulher, de violência doméstica, não deixe que isso fique impune. Que colabore com o Estado para que esse agressor seja colocado onde ele merece estar: atrás das grades”, lembrou Renan Filho.

Reforma agrária e aquisição de alimentos

Durante a abertura da Feira das Margaridas, o diretor-presidente do Iteral, Jaime Silva, lembrou o empenho do Governo de Alagoas na intermediação de desapropriações de terra, garantindo a continuidade da reforma agrária no Estado.


“O governador Renan Filho nunca deixou de receber os movimentos sociais e ouvir suas demandas. Por isso, Alagoas é um dos poucos estados brasileiros onde a reforma agrária não parou. O Governo continua disponibilizando áreas para os assentamentos, como em Delmiro Gouveia, onde centenas de famílias serão assentadas em uma área de quatro mil tarefas de terra. O Governo também se destaca na intermediação de conflitos, garantindo a paz nos processos de desapropriação”, afirmou Silva.

Na cerimônia, o governador Renan Filho reafirmou a intenção de criar, em Alagoas, um programa estadual de aquisição de alimentos da agricultura familiar voltado a recompor as perdas sofridas pelo segmento a partir dos cortes do Governo Federal no PAA.


“O Governo colabora para que aconteçam 25 feiras como essa ao ano, sendo quatro aqui na Praça da Faculdade. Isso garante que a gente comercialize uma parte do que produz. Mas é preciso fazer sempre mais. Estou muito triste com a postura do Governo Federal de diminuir a rede de proteção social para homens e mulheres do campo. Estou triste também com o tem sido feito com o PAA. Com o PAA estadual, nós vamos substituir a necessidade dos recursos federais e manter a aquisição da produção do campo. Algumas coisas o Governo do Estado não pode resolver sozinho, mas no PAA a gente pode. Então vamos disponibilizar os recursos para a aquisição de alimentos”, garantiu Renan Filho.

“Esse ano nós vamos ter safra recorde, porque voltou a chover. A gente distribuiu semente na hora certa e, agora, nós vamos também garantir a mecanização dos movimentos sociais e das cooperativas de agricultores familiares com novos tratores. O Governo do Estado, pela primeira vez, vai adquirir 120 tratores este ano e mais 120 no ano que vem. Mecanizar a agricultura familiar, garantir semente e garantir a assistência técnica. Acho que esse é o trabalho que temos que fazer”, avaliou o governador, antes de percorrer a feira e conversar com os produtores e frequentadores.


Também participaram da cerimônia o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça; o diretor-presidente do Iteral, Jaime Silva; o secretário de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico, Helder Lima; o presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetag), Genivaldo Oliveira; a presidente da Central Única dos Trabalhadores em Alagoas (CUT/AL), Rilda Alves; e os promotores de Justiça Flávio Gomes, Marluce Falcão, Marialba Braga, Márcio Roberto e Ilza Torres.

Agência Alagoas
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger