ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

sábado, 26 de agosto de 2017

Manifestação contra o terrorismo reúne 500 mil pessoas em Barcelona


Cerca de 500 mil pessoas participaram neste sábado (26) de uma grande marcha pelo centro de Barcelona contra o terrorismo e pela paz após os atentados da semana passada na capital catalã e na cidade de Cambrils, que deixaram 15 mortos.

Batizada de "No Tinc Por" (não tenho medo, em catalão), a manifestação, organizada pela prefeitura e pela Generalitat (governo da Catalunha), passou pelas avenidas Diagonal e Passeig de Gràcia com destino à Praça Catalunha.

Não temos medo

A passeata era liderada por lojistas e moradores da conhecida região de La Ramblas, onde uma van atropelou pedestres em 17 de agosto. 14 pessoas morreram e 130 ficaram feridas. Um segundo atropelamento deixou uma vítima em Cambrils ? uma mulher que foi atropelada por um carro que não obedeceu a um controle da polícia.

A multidão aplaudiu representantes da polícia, dos bombeiros e de equipes de resgate que também lideravam a marcha.

O rei Felipe, o primeiro-ministro Mariano Rajoy e o chefe do governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, vestiram cores escuras e caminharam juntos da população que carregava também rosas vermelhas, amarelas e brancas, as cores da segunda maior cidade da Espanha.

"Estamos aqui para dizer que não temos medo, que somos unidos e queremos paz", disse a aposentada de 59 anos Victoria Padilla. Os manifestantes carregaram placas com dizeres como "A melhor resposta: paz" e "Não à islamofobia".

Membros da comunidade islâmica da Espanha também marcharam ao lado do rei espanhol e do premiê, incluindo mulheres usando hijabs. Cartazes com palavras como "Barcelona" e "Não tenho medo" foram escritos em diversas línguas, incluindo árabe.

"Temos que saber como falar entre nós e entender os outros. Todos têm que aprender como podemos ser mais humanos", disse Juan Ripoll, 63, participante da passeata.

Dos 12 suspeitos vinculados aos ataques da semana passada, seis foram mortos pela polícia e dois morreram em uma explosão antes da van avançar sobre o boulevard de La Ramblas. Dois estão detidos acusados de assassinato e de integrarem organização terrorista e dois foram liberados.

O ataque

Em Barcelona, 14 pessoas morreram e 130 ficaram feridas após o motorista de uma van atropelar os pedestres que estavam em La Rambla, via que fica em uma das regiões mais turísticas da cidade, no dia 17 de agosto. Entre os mortos em Barcelona estão as 13 pessoas atropeladas e um homem esfaqueado durante a fuga de Younes Abouyaaqoub, que dirigia a van que atropelou as mais de 100 pessoas.

Um segundo atropelamento deixou uma vítima em Cambrils - uma mulher que foi atropelada por um carro que não obedeceu a um controle da polícia.

Entre os mortos e feridos nos atentados na Catalunha há pessoas de 34 nacionalidades diferentes. O grupo jihadista Estado Islâmico reivindicou a autoria dos ataques.


GazetaWeb.com
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger