ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Sesau faz inspeção em órgãos públicos para identificar criadouros do Aedes

No prédio sede e nos anexos do órgão estadual da saúde foram inspecionadas as áreas externas, calhas, ralos, caixas d’água e banheiros

Além de monitorar o trabalho dos agentes de endemias municipais na eliminação dos criatórios do mosquito Aedes aegypti, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) também está atuando na orientação na busca ativa em órgãos públicos estaduais. Para isso, supervisores de endemias da Gerência Estadual de Vigilância e Controle das Doenças Transmissíveis iniciaram, nesta quinta-feira (27), a série de inspeções, visando identificar possíveis focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, nesta quinta-feira (27).

O primeiro órgão público a ser inspecionado foi a sede da Sesau, no bairro Jaraguá, em Maceió. Paralelamente às inspeções, os supervisores de endemias também orientaram os servidores sobre gestos simples que podem evitar a proliferação de focos do Aedes aegypti, que se desenvolve em ambientes onde pode ser acondicionada água limpa.

“Com essa ação, iremos incentivar boas práticas junto aos servidores, no sentido de contribuir para a redução do Aedes aegypti no ambiente de trabalho. Também estamos ensinando a como fazer a eliminação dos criadouros na própria residência e estimulando-os a atuarem como multiplicadores na vizinhança”, salientou Paulo Protásio, supervisor de endemias da Sesau.

 
No prédio sede e nos anexos do órgão estadual da saúde foram inspecionadas as áreas externas, calhas, ralos, caixas d’água e banheiros. Nenhum foco do mosquito Aedes aegypti foi encontrado na Sesau, mas, mesmo assim, os técnicos orientaram os servidores para manter o ambiente livre do mosquito.

Também foram inspecionados os Ambulatórios 24 horas Assis Chateubriand, João Fireman, Denilma Bulhões e Dom Miguel Câmara. A Maternidade Escola Santa Mônica e o canteiro de obras do Hospital da Mulher também passaram por vistorias dos técnicos da Sesau.

“Caso encontremos alguns recipientes com água parada, além de criatórios do mosquito, colocamos larvicidas. Também fazemos orientações, mostrando como os servidores podem cuidar para que os recipientes sejam cobertos e, assim, evitemos que o inseto deposite os ovos”, salientou Protásio.

Os supervisores de endemias irão retomar as inspeções na próxima semana, passando pelo Hospital Geral do Estado (HGE), Hemocentro de Alagoas (Hemoal), Hospital Escola Hélvio Auto (HEHA) e Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal). Após os trabalhos serem finalizados nas unidades de saúde ligadas à Sesau, os técnicos irão realizar a vistoria nos prédios da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

 Agência Alagoas
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger