ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Governo resgata tradição das bandas fanfarras de escolas da rede estadual

Bandas fanfarras tem um trabalho importante de interação dos jovens com a música e a cultura

Sinônimos de tradição e fomento cultural em suas regiões, as bandas fanfarras das escolas da rede pública estadual têm chamado atenção pela beleza e potencial musical durante as apresentações do 1º Encontro Inter-regional promovido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), em preparação para as festividades do bicentenário alagoano, em setembro.

Após a abertura do encontro em Maceió, na sexta-feira (28), foi a vez das escolas da Zona da Mata e regiões vizinhas mostrarem seus talentos, em Murici. Onze escolas representando as 4ª, 7ª, 10ª e 12ª Gerências Regionais de Educação (Geres), emocionaram a comunidade.


Amor à música

O encontro inter-regional trouxe à tona outros aspectos relacionados às fanfarras. O amor pela música gera vínculos tão fortes que vão além dos muros da escola.

Foi o que aconteceu com Ítalo Bruno de Oliveira, coreógrafo da banda Anália Araújo, da Escola Estadual de Ensino Integral Edite Machado, de Capela. Ex-aluno da unidade, ele encontrou um meio para manter-se integrado à fanfarra, tornando-se um elemento indispensável.

"A banda tem um trabalho importante de interação dos jovens com a música e a cultura, afastando-os das más influências e mostrando outras oportunidades. No meu caso, pude mostrar meus conhecimentos e ser valorizado por isto", revela Ítalo, que além da coreografia, auxilia na confecção das roupas e produção das balizas.


Outro exemplo de dedicação é Amaro Melo, que coordena há mais de 30 anos a fanfarra da Escola Estadual de Ensino Integral Nossa Senhora Apresentação, de Porto Calvo. "Dá muito trabalho, mas fazemos com muito amor", conta.

Investimentos

O Governo do Estado, por meio da Seduc, tem investido anualmente no resgate e reestruturação das bandas fanfarras das escolas da rede pública estadual. Só este ano, R$ 369 mil foram repassados para as 50 fanfarras existentes na rede.

Além da Escola Estadual Bom Conselho, de Bebedouro, em Maceió, unidades do interior também utilizaram os recursos para retomar os trabalhos. Uma delas foi a fanfarra Rainha Dandhara, da Escola Estadual Monsenhor Clóvis, de União dos Palmares.

"A banda foi fundada em 2005 e parou em 2013, por questões financeiras, sendo retomada em 2015, a partir dos recursos do Governo, o que foi uma alegria para todos nós", declara o maestro Manoel Leôncio da Silva.

De acordo com a diretora da escola, Micheline Ricardo da Silva, com os R$ 6 mil recebidos, foram reformadas as roupas do bale e da banda, além da aquisição de acessórios.


Já a diretora da Escola Estadual de Ensino Integral Nossa Sra. da Apresentação, Inadelvânia de Melo, investiu nos instrumentais. "Nossa banda é tradicional e popular na região, convidada a participar de vários eventos. Com os R$ 6 mil, nós renovamos as peles dos instrumentos, transporte e apoio para a banda", enumera.

Cronograma

Ainda na sexta-feira, apresentaram-se em Palmeira dos Índios mais treze fanfarras das 3ª, 6ª, 8ª e 11ª Geres. E encerrando o encontro inter-regional, na terça-feira (1º), em Arapiraca, poderão ser vistas as bandas da 2ª, 5ª e 9ª Geres, em evento no Ginásio Municipal João Paulo II.

Agência Alagoas
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger