ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Brasil deixa para trás 'severa crise' e reformas avançam, afirma Temer

Michel Temer é recebido pelo embaixador brasileiro George Monteiro Prata ao desembarcar em Oslo para visita oficial à Noruega (Foto: Beto Barata/PR)

O presidente Michel Temer desembarcou em Oslo nesta quinta-feira (22), pouco antes das 7h no horário de Brasília, para uma visita oficial de dois dias à Noruega. O foco da viagem à Escandinávia será a agenda ambiental, cujo Brasil tem na Noruega um dos principais parceiros.

O único compromisso de Temer nesta quinta foi um encontro com investidores noruegueses no qual também participaram ministros e parlamentares brasileiros que integram a comitiva presidencial.

Ao discursar no evento, o presidente ignorou as crises política e econômica enfrentadas por seu governo e não mencionou a questão ambiental.

O tempo todo, o tom da declaração foi no sentido de tentar atrair investimentos para o Brasil. Para isso, ele ressaltou que o Congresso Nacional está para concluir a tramitação da reforma trabalhista e já iniciou o processo legislativo para alterar as regras da Previdência Social.

Michel Temer enfatizou aos empresários escandinavos que as alterações na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) irão, principalmente, sobrepor os acordos coletivos à legislação.

"Eu venho para lhes trazer uma mensagem de confiança. O Brasil, digo sem medo de errar, está deixando para trás uma severa crise de sua história. Temos levado adiante reformas que não se via no nosso país há muitos anos. É uma agenda que está trazendo de volta investimentos, que está recuperando o crescimento", declarou o presidente aos empresários europeus, sem contextualizar a dificuldade que está enfrentando, inclusive com aliados políticos, para aprovar as reformas trabalhista e previdenciária.

Ele ressaltou ainda que seu governo está abrindo oportunidades de investimentos por meio de concessões em diversos setores, que vão de "portos a rodovias, campos de petróleo e extração de minério".

"Contamos com a participação de empresas norueguesas nas próximas licitações. [...] Queremos que os investidores noruegueses façam parte desse momento muito próspero", disse o chefe de Estado brasileiro.

Há uma expectativa de que o presidente da República seja cobrado por autoridades da Noruega em razão da condução da política ambiental no Brasil, em especial à escalada do desmatamento na região amazônica. Maior patrocinador do Fundo Amazônia, o país europeu está insatisfeito com as ações do governo brasileiro para preservar a floresta.

Entre 2009 e 2016, a Noruega doou cerca de R$ 2,8 bilhões ao fundo. A Alemanha é outro país europeu que tem contribuído para a preservação da floresta amazônica, mas em escala bem menor do que a contribuição dos noruegueses.

Nesta sexta-feira (23), Michel Temer será recebido pela primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, na residência oficial da governante do país escandinavo.

Pouco depois, ele irá se reunir com o presidente do parlamento norueguês, Olemic Thommessen.

Antes de retornar ao Brasil, Temer ainda terá uma audiência com o rei da Noruega, Harald V. O chefe de Estado norueguês vai oferecer um almoço à comitiva brasileira no palácio real.

Segundo a agenda oficial, Temer deve embarcar de volta ao Brasil às 16h30 no horário local (10h30 em Brasília). A comitiva deve chegar à base aérea de Brasília no final da noite de sexta.

Comércio bilateral

Outro foco de interesse brasileiro em território norueguês é a ampliação do comércio com o país europeu. A Noruega é o oitavo maior investidor estrangeiro no Brasil.

Temer tem a missão de renovar o acordo de livre comércio entre o Mercosul e a Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA).

A primeira rodada de negociações entre o Mercosul e o EFTA ocorreu neste mês em Buenos Aires. O EFTA inclui, além da Noruega, Islândia, Liechtenstein e Suíça.

G1
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger