ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Servidores do Detran Alagoas paralisam atividades durante 48 horas

Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) em Alagoas paralisaram as atividades durante as próximas 48 horas. A decisão pela medida foi tomada em assembleia da categoria, ocorrida nessa quarta-feira (10). Nenhum serviço do órgão estará sendo ofertado nesta quinta e sexta-feira, conforme anuncia o Sindicato dos Servidores do Detran em Alagoas (Sinsdal).

Outra assembleia está programada para a manhã da próxima segunda-feira (15) e, a depender da análise dos funcionários, uma greve pode ser deflagrada por tempo indeterminado. A ação extrema vai depender de negociação com o Governo do Estado.

O presidente do Sinsdal, Luciano Mateus Santos, informou que conversas com a equipe do Executivo estão acontecendo desde o começo do ano, mas sem entendimento entre as partes. A categoria tem uma lista com várias reivindicações e, de acordo com o sindicalista, os pontos já foram apresentados ao governo.

Entre os itens que constam na pauta está a construção de, pelo menos, três Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans), sendo uma das prioridades o atendimento à população que vive na Região Norte de Alagoas. Segundo Luciano Mateus Santos, a unidade descentralizada de Matriz de Camaragibe tem condições precárias de estrutura e precisa ser ampliada urgentemente.

"É a única unidade que aquela região dispõe e não atende ao público a contento. Além disso, tem Ciretrans funcionando dentro de shoppings, o que torna os nossos documentos muito vulneráveis", avalia.

A categoria também cobra a realização de concurso público com oferta de, no mínimo, 250 vagas para cargos efetivos. Atualmente, de acordo com o sindicato, há 340 servidores no Detran de Alagoas, mas em torno de 50 deles estariam afastados por licença médica. "Em 2001, éramos 515 servidores para uma demanda X, mas este volume de trabalho triplicou nos últimos anos e estamos sobrecarregados", revela.

Conforme o presidente, devido à falta de servidores, o agendamento de exames aos condutores tem demorado cerca de três meses. No interior, a demora pode alcançar até seis meses. 

"Também somos contra a terceirização dos nossos serviços. Atualmente, temos 400 terceirizados e estagiários, mas estes não podem ter acesso ao sistema para conclusão de vários procedimentos. O resultado é que o trabalho vai se acumulando até que os efetivos deem conta", revela.

Ainda é pauta o reajuste salarial da categoria, que não é oferecido há três anos, conforme o sindicato.

Versão

Por meio de nota, a direção do Detran declarou que "respeita o direito à livre expressão do seu quadro de funcionários, mas discorda totalmente dessa paralisação que causará prejuízos aos usuários".


GazetaWeb.com
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger