ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

terça-feira, 18 de abril de 2017

Março foi o mês mais violento dos últimos quatro anos em Alagoas, aponta SSP

Apesar da discreta redução em relação ao mês anterior, o número de crimes violentos letais e intencionais (CVLIs) no mês de março é o maior dos últimos quatro anos em Alagoas. É o que aponta o Boletim da Estatística Criminal atualizado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). Os dados apontam que foram registrados 196 homicídios em Alagoas no mês passado, quantidade superior à contabilizada entre os anos de 2014 e 2016. O acumulado do trimestre também aponta aumento em comparação aos três últimos anos.

A tabela mostra que até o dia 31 de março de 2017 ocorreram 600 crimes desta natureza no estado, o que dá uma média de 6,67 mortes por dia. Em 2016, a média anual ficou em 5,13 crimes/dia e, em 2015, estava em 4,97. De acordo com a SSP, ocorreram 472 homicídios em 2016, mais 512 em 2015 e 604 em 2014.

É preciso ressaltar que há uma tendência de queda no total destes crimes em Alagoas este ano. Apesar dos números serem superiores aos de anos anteriores, desde janeiro os homicídios têm caído no estado (foram 206 em janeiro, 198 em fevereiro e 196 em março).

A maior parte dos CVLIs entre janeiro e março deste ano aconteceu durante o fim de semana, sobretudo aos domingos (foram 118 apenas nestes dias). Os sábados também tiveram muitos registros (92 no total). A maioria das vítimas era do sexo masculino (93,3%) e tinha entre 12 e 29 anos de idade. Só para se ter uma ideia, 50% dos assassinatos ocorridos no primeiro trimestre de 2017 vitimou pessoas entre 18 e 29 anos.

Quanto ao instrumento utilizado, a SSP informa que 78,3% dos homicídios foram cometidos a partir de perfuração por arma de fogo (PAF), 9,8% por arma branca e 6,3% por espancamento. Mais da metade destes crimes ocorreu em via pública e outra parte dentro de residências, imediações ou locais ermos.

Outros dados

Em Maceió, o quantitativo de crimes letais e intencionais praticamente voltou a se igualar ao patamar registrado em 2014, quando 227 pessoas foram assassinadas no primeiro trimestre. Agora, quatro anos após, 225 homicídios foram registrados, sendo maior dos últimos três anos. Em 2016, ocorreram 106 crimes e, em 2015, foram notificados 157. O mês de março de 2017 teve 74 homídios na capital e, de acordo com as estatísticas, o total é superior aos últimos quatro anos.

Em Arapiraca, a tendência de aumento é a mesma no trimestre. O quantitativo é o maior em relação aos quatro últimos anos deste período. Em 2017, foram registrados 45 assassinatos; em 2016, foram 44; em 2015, ocorreram 36; e, em 2014, foram 41. Em março deste ano, aconteceram 19 homicídios na capital do Agreste, contra 15 em fevereiro e 11 em janeiro. Este total é maior do que os mesmos períodos de anos anteriores.


GazetaWeb.com
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger