ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

segunda-feira, 6 de março de 2017

Água Branca: Presidente de câmara proíbe fotos e videos da sessão e manda chamar a polícia.

Teresa Costa
Eu acompanhei todos os discursos no período eleitoral da presidente da câmara de vereadores de Água Branca, Teresa Costa, filha da ex-vereadora Tânia Costa e do inesquecível Hélio Costa um marco na história política de Água Branca.

Uma jovem de um discurso inflamado pelo desejo de liberdade, democracia e principalmente justiça. Alguém com um discurso de que se eleita fosse seria REPRESENTANTE DO POVO DE ÁGUA BRANCA.

As atitudes de Tereza Costa na última sessão envergonham o legislativo água-branquense e dão uma tapa na cara da sociedade, bem como, estão bem distantes dos discursos proferidos por Teresa.

Proibir a sociedade da qual ela é representante de fazer registros de uma sessão que é pública e ainda mandar chamar a polícia é inaceitável nos dias atuais. Se, conforme a vereadora afirmou o regimento proíbe que se mude o regimento, pois está ferindo os princípios da democracia.

Fica a pergunta; A quem Teresa Costa tem a esconder da sociedade ou melhor, dos eleitores que a elegeram para os representar e defender fielmente a democracia

Teresa Costa deve um pedido de desculpas à sociedade, bem como, voltar atrás da sua decisão que não combina com a Teresa que eu vi discursar.

Segue o relato feito pelo blog camilocienfuegos da cidade de Água Branca.

“Na reunião semanal havia poucas pessoas acompanhando os trabalhos legislativos, dentre elas, Graça Cardoso e Davi Lacerda, sem combinar, os dois passaram a filmar e tirar fotografias, de repente, os dois foram surpreendidos pela irmã da presidente, Taniele Costa (tudo em família), ela se aproximou da dupla e afirmou que não era permito fazer registros do encontro, que Tereza havia dito que precisaria de autorização.

Não contente, a filha de Tânia Costa do auto da cadeira de presidente pegou o microfone e sentenciou, não é autorizo que a sessão seja filmada, Davi Lacerda questionou o motivo, segundo ela, tem que ter seu consentimento prévio, pois está no Regimento.

Davi não se fez de rogado e pediu para que Tereza lesse a parte do Regimento Interno que proibi, nesse momento, a Presidente desconversou e falou que não iria ler.

Os que fotografavam cientes de que o gesto era ilegal, visto que a Constituição Federal garante o direito, além do que, a Sessão é pública, realizada por agentes públicos e políticos pagos com o dinheiro do contribuinte, nada mais óbvio do que aqueles que pagam a conta fiscalize o que seus empregados estão a fazer.


Ato contínuo, a presidente mandou uma funcionária da Câmara chamar a polícia para prender Graça e Davi, não sabemos o motivo, mas o fato é que os policiais não apareceram.”

Por Ferreira Delmiro
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger