ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Temer diz que manter direitos políticos de Dilma é 'pequeno embaraço'

O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (2) que a decisão do Senado de preservar os direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff após cassar o mandato da petista em julgamento de impeachment é um "pequeno" embaraço. Ele minimizou a importância do fato para a estabilidade do governo.

"Eu estou acostumado a isso. Há mais de 34 anos que eu estou na vida pública e acompanho permanentemente esses pequenos embaraços, que logo são superados", declarou Temer em entrevista durante um encontro empresarial em Xangai, segundo a Reuters.

"Eu sempre disse que, desde o começo, eu aguardo respeitosamente a decisão do Senado Federal. Se o Senado tomou essa decisão, certo ou errado, não importa, o Senado tomou a decisão", acrescentou.

Temer chegou à China para participar de uma reunião de cúpula do G20 em Hangzhou, em sua primeira viagem internacional desde que assumiu a Presidência da República, na quarta-feira (31), após Senado decidir cassar o mandato de Dilma por crime de responsabilidade. Porém, os senadores surpreenderam ao manter os direitos políticos da petista apesar do impeachment.

Partidos da base aliada de Temer, como PSDB e DEM, decidiram recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para questionar o fatiamento da votação do impeachment que permitiu essa separação, de acordo com a Reuters.

Acordos comerciais

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, afirmou que o Brasil vai assinar nove acordos comerciais com a China em setores como agricultura, aviação e logística, incluindo um projeto de 3 bilhões de dólares na área de siderurgia, segundo a Reuters.

Inicialmente, a viagem do presidente seria somente a Hangzhou, onde acontece o encontro do grupo que reúne as 20 principais economias do mundo, no domingo (4) e na segunda-feira (5).  

Pela agenda divulgada pela assessoria, porém, o presidente da República terá ao longo dos próximos dias outros compromissos no país asiático. Ele aproveitará a viagem, entre outras atividades, para se reunir com empresários e com o presidente chinês Xi Jinping.

Somente nesta sexta, por exemplo, estão previstos na agenda de Temer um encontro com o prefeito de Xangai, Yang Xiong, em um hotel na cidade. Em seguida, no mesmo hotel, o presidente e o prefeito participarão de uma cerimônia de assinatura de atos empresariais.

Após o ato, informou a assessoria, Temer participará da cerimônia de encerramento do Seminário Empresarial de Alto Nível Brasil-China, do qual participarão empresários dos dois países interessados em fechar acordos comerciais. Em seguida, o presidente embarcará em direção a Hangzhou.

G20

A Secretaria de Imprensa da Presidência informou que a cúpula terá como um dos temas "centrais" a "promoção do crescimento econômico inclusivo e inovador".

Além disso, segundo a assessoria de Temer, o objetivo é "consolidar" o apoio do G20 à implementação da Agenda de Desenvolvimento 2030, da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual fazem parte as chamadas Metas de Desenvolvimento Sustentável.

"A expectativa é de que os chefes de Estado das principais economias do mundo expressem o compromisso político com medidas de curto prazo e reformas estruturais de médio prazo que facilitem a superação definitiva da crise de 2008", informou a Presidência.

Temer discutirá com os presidentes dos países, entre outros assuntos, "novos caminhos para o crescimento, governança global econômica e financeira, comércio e investimentos internacionais, bem como outros temas que impactam a economia mundial".

A agenda prevê que Temer recebe os cumprimentos oficiais e pose para uma foto oficial ao lado dos líderes dos países que compõem o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) na manhã de domingo. O encontro está previsto para começar às 10h10.

No período da tarde, Temer se dirigirá ao Centro de Exposições de Hangzhou, onde posará para a foto oficial dos líderes do G20, e assitirá, às 15h30, à cerimônia de abertura da cúpula. Em seguida, o presidente participará da Primeira Sessão de Trabalho.

À noite, o presidente da China, Xi Jinping, oferecerá aos líderes do G20 um jantar de boas-bindas, em um hotel em Hangzhou.

Na segunda (5), está prevista uma entrevista de Temer à imprensa pela manhã, antes de retornar à cúpula do G20 para a segunda, terceira, quarta e quinta Sessões de Trabalho. Em meio ao encontro, o presidente também dedicará parte da agenda a encontros com os primeiros-ministros da Espanha, Mariano Rajoy, da Itália, Matteo Renzi.

A cerimônia de encerramento da cúpula está prevista para o fim da tarde e Temer deve retornar a Brasília na sequência. Pela previsão do Planalto, o presidente da República desembarcará na capital na terça (6), às 14h. Na quarta (7), Dia da Independência, Temer assistirá ao desfile militar na Esplanada dos Ministérios.


GazetaWeb.com
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger