ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

PT defende entrega de cargos em Alagoas

A confirmação do afastamento da presidente Dilma Rousseff pelo Senado Federal, na tarde de ontem, deve afetar de vez as relações do partido com o governo do Estado. Ontem, por meio de nota, o deputado federal Paulo Fernando dos Santos, o Paulão (PT), defendeu essa posição em caráter pessoal.

Paulão, que disputa a Prefeitura de Maceió, tratou o impeachment de Dilma como uma “página obscura a ser escrita na História do Brasil” e prosseguiu dizendo ser “lamentável a postura do PMDB”. Por isso, após criticar a postura da bancada de senadores alagoanos, afirma. “Não enxergo outro caminho a não ser o rompimento da participação do PT nos espaços do governo de Alagoas”, defende, destacando ser uma posição em caráter pessoal.

Segundo explica, a decisão oficial quanto à continuidade ou não da aliança com o governador Renan Filho (PMDB) compete à direção estadual do partido.

Conforme a Gazeta apurou, nos próximos dias será marcada uma reunião para “bater o martelo” sobre a ruptura definitiva.

Atualmente, o PT ocupa oficialmente a Secretaria Estadual do Trabalho e Emprego, que está sob o comando, desde o dia 13 de abril, de Joaquim Brito. Antes ele havia sido secretário de Assistência Social.

A Gazeta tentou ouvir Brito sobre o que pensa da possível saída do governo, mas não conseguiu contato por telefone. Brito, mesmo dentro do governo, nunca escondeu sua postura contrária ao que considerava um “golpe” contra Dilma. Mas sempre fez questão de separar sua atuação institucional.

Demonstrando-se abalada com o resultado da votação, a presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Rilda Alves, disse que o afastamento pode representar o início de vários ataques a direitos dos trabalhadores


Gazeta de Alagoas
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger