ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Novas operações da PF vão acontecer em Alagoas até as eleições

Diariamente, a Polícia Federal tem desencadeado operações de combate à corrupção em Alagoas, entre eles, a compra de voto, que vem sendo o recordista de denúncias entre os crimes eleitorais. Nesta segunda-feira (26), a PF deflagrou a quinta operação desde o início do processo eleitoral, enquanto outras já estão programadas para acontecer, inclusive, durante o pleito, no próximo domingo (2). 

Segundo o delegado André Costa, a superintendência da PF em Alagoas ainda não dispõe do número concreto de denúncias. Porém, ele salienta que delegados e agentes têm recebido as mais diversas informações, com todas elas tendo sua procedência investigada, a fim de que possam se tornar inquéritos.

"Não temos um número exato, mas já são dezenas de denúncias de crimes eleitorais no estado, além das demandas oriundas do Ministério Público Eleitoral e do Tribunal Regional Eleitoral", disse o delegado, acrescentando que parte do efetivo da Polícia Federal em Alagoas será deslocado para municípios do interior a partir desta terça-feira (27), quando as equipes iniciarão investigações em conjunto com as polícias Civil e Militar

"Pela primeira vez, as ações de combate a crimes eleitorais vão acontecer conjuntamente. Estaremos presentes nos 102 municípios alagoanos e, com isso, esperamos coibir ao máximo esta prática criminosa, ainda muito comum nos municípios do interior", emendou.

Porto de Pedras e Viçosa

Na semana passada, a Gazetaweb divulgou, com exclusividade, fotos que mostram um candidato a prefeito na cidade de Porto de Pedras oferecendo materiais de construção em troca de votos. Duas pessoas foram conduzidas coercitivamente para a sede da PF para prestarem esclarecimentos sobre a denúncia. 

Após levantamento, a PF constatou que Eronildo José dos Santos, proprietário da Mago Construções, e Reniedson Nascimento, dono da Reni Material de Construções, trabalham para o candidato Henrique Vilela. Em depoimento, um deles confirmou que, recentemente, tijolos comprados em seu estabelecimento teriam sido entregues a eleitores daquela cidade. 

Já na manhã desta segunda-feira, agentes da PF estiveram no município de Viçosa, onde cumpriram quatro mandados de condução coercitiva - entre os alvos estava um candidato a prefeito e uma candidata a vereadora, acusados de comprarem votos. Segundo o delegado Marcus Antônio, cerca de R$ 10 mil seriam utilizados no esquema, com cada voto custando R$ 100.


GazetaWeb.com
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger