ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

sábado, 24 de setembro de 2016

Modelo denuncia injúria racial no Miss Piauí; 'Fui descartada pela cor', diz

A modelo e Miss Esperantina 2016, Kayra Nascimento, disse que "se sentiu indignada e que estava sendo descartada pela cor", depois que lhe mostraram um áudio após a realização do concurso de Miss Piauí, realizado no dia 10 de setembro. No áudio Kayra é chamada de 'negrinha' por duas vezes, segundo ela, pelo organizador do evento.

A advogada da modelo, Laís Marques, informou que tomará providências cíveis e criminais contra Nelito Marques, organizador do concurso, para apuração do crime de injúria racial e reparação pelo dano moral sofrido. Informou ainda que ingressará com representação junto ao Ministério Público e à Polícia Civil para que seja investigada a lisura do concurso Miss Piauí 2016.

"Estamos reunindo documentos necessários para ingressar com as representações contra o organizador do concurso, Nelito Marques. Vamos também entrar com representação criminal junto ao Ministério Público e a Polícia Civil, com a delegacia responsável, pelo crime de injúria racial cometido pelo apresentador e também sobre a lisura do concurso. Não queremos anular o concurso, apenas esclarecer o que aconteceu neste concurso de 2016", explicou ela, ainformando ainda que já entrou com um pedido de providência junto a Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Piauí (OAB-PI).

Procurado pelo G1, Nelito negou que seja ele falando no áudio e disse ainda que registrou boletim de ocorrência para que seja apurado quem tentou se passar por ele. Afirmou também que o concurso foi realizado com lisura e acompanhado por auditoria.

"Não tem como dizer que o áudio é meu. Estão dizendo que esse áudio é meu, que essa voz é minha agora eu quero é que prove tudo isso. Hoje, qualquer pessoa pode imitar a voz do outro, tem que ter prova. Agora está na Justiça, ela que vai decidir", afirmou.

No áudio, a voz, que a modelo diz ser de Nelito Marques, está conversando com uma pessoa e relatando um diálogo, fala no nome de Kayra e depois usa a palavra 'negrinha'. "O esquema é esse. Agora você (conversando com uma pessoa), quando estiver no Outubro Rosa, aonde você estiver, não vá dizer com a Kayra, que a pessoa disse: 'Ela está dizendo porque sabia que a 'negrinha' não ia ganhar'", diz a voz.

Em outro momento, a voz volta a usar o termo de forma pejorativa. "E esse negócio de elogiar umas do grupo. Menos a 'negrinha'. Porque aí vão pensar. Ah! E não se preocupe não porque eles vão dizer que foi injustiça, mas vão? se disserem comigo? mas nunca vão dizer que foi vendido". Em ambas as citações, Kayra diz que Nelito se refere a ela.

Segundo a modelo, o áudio veio a tona depois da realização do concurso e que deseja que ele seja esclarecido. "Todas as candidatas tiveram acesso ao aúdio. Ao ouví-lo, me senti chateada e indignada pelo tratamento diante das demais, pois no áudio fica bem claro que eu estou sendo descartada pela cor e sendo tratada de forma pejorativa. Desejo que o áudio seja esclarecido. Desejo que as pessoas recebam tratamentos iguais, independentemente de cor, raça e religião", declarou a modelo Kayra Nascimento.

Ela explicou ainda que durante o concurso em nenhum momento percebeu atitudes de preconceito racial. "Pelo contrário, recebi muitos elogios, mas ao receber o áudio me senti descartável pela cor, vi que todo o meu esforço não valeu a pena. Isso abala totalmente o psicológico de qualquer candidata, mas os esforços não serão totalmente em vão", disse a miss.


GazetaWeb.com
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger