ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Escola em construção leva gestores, pais e estudantes a sonhar com uma nova educação

Uma escola viva, participativa, integrada com a comunidade e comprometida com os resultados e novos índices educacionais. Estas são características atribuídas pela direção à Escola Estadual Inácio de Carvalho, em Coruripe, no Litoral Sul do Estado, que em breve ganhará uma nova sede, graças aos investimentos do Governo de Alagoas. Esta é umas das sete novas unidades em construção desde o início do ano.

Com apenas seis salas de aula para atender a uma demanda de mais de 700 estudantes, a atual sede da escola, no centro da cidade, foi fundada em 1937 e desde então sofreu apenas uma reforma e pequenos reparos. Com estrutura completa, a nova unidade, em construção na parte alta da cidade, terá 12 salas de aula, biblioteca, laboratórios de informática e de ciências, sala de leitura, ambientes administrativos, recreio coberto, além de ginásio poliesportivo e campo society próprios e com capacidade para atender cerca de 1.200 alunos. 

Segundo a diretora-geral da Escola Inácio, Cynthia Levy Barbosa, apesar da localização central e do significado histórico para a comunidade, a estrutura do atual prédio já não é compatível com as necessidades atuais e que a nova escola, além de oferecer melhores condições para o ensino e aprendizagem dos estudantes, atenderá também à demanda crescente na região, a exemplo dos moradores dos bairros Preto II e Comendador Tercio Wanderley.

 

“Estamos aguardando ansiosamente a mudança. Hoje nossos eventos ficam comprometidos, as aulas de práticas de Educação Física são realizadas fora da escola, em outras unidades da rede municipal, e até as reuniões com os pais tornam-se complicadas pela falta de espaço. Na matrícula tivemos uma demanda reprimida por falta de vaga. Muitos procuraram nossa unidade, pelas referências da escola, mas, infelizmente, não tínhamos como atender. Agora nossa expectativa é dobrar o número atual. Até eu gostaria de voltar a estudar. Esta escola está um sonho”, brinca a diretora, admirando a obra.


Fazendo planos

“Imaginem um espaço onde vocês poderão ter outras oportunidades e perspectivas. Pensem no espaço que vão deixar e o que irão receber”. Com estas palavras da gerente da 2ª Gerência Regional de Educação (Gere), Fabiana Silva Rocha, pais e estudantes conheceram a nova unidade em construção e imediatamente iniciaram seus planos para esta nova realidade.

“Vai trazer muitos benefícios para nós. Teremos muito mais espaço para realizar os projetos, feiras, jogos, a Esporcult, [projeto que trata de temas relevantes através de ações de esporte e cultura], e este ano vamos falar sobre a história da escola e aqui vamos fazer apresentações do grêmio”, pontuou Israel Augusto Santos da Silva, aluno do 1º ano e presidente do grêmio estudantil da Inácio, apontando o palco do recreio coberto.


“Vamos ter laboratórios, salas amplas e a cozinha bem mais espaçosa. Teremos espaço para todos e não vamos mais ficar tão imprensadinhos”, comemorou Carla Carolina da Silva, da mesma turma. 

“E a horta também será bem maior e com mais produtos para nossa merenda”, completou sua colega, Carolina Silva.

Apontados como pais “atuantes” pela direção da unidade escolar, Rogério Rodrigues Bezerra e Antônio Rodrigues dos Santos também aprovaram a nova estrutura.

“A escola já é excelente em termos de ensino, com professores comprometidos, e agora ficará ainda melhor com este espaço. Dos meus quatro filhos, três estudaram lá. Na verdade, dois ainda estudam e um já se formou”, explicou Rogério.

Já Antonio declarou que a família toda está ansiosa com esta novidade. Mas o que ele percebe e se alegra mesmo é com a vibração do filho. “Ele fica falando ‘pai, será que vou conseguir estudar no novo colégio?’. A preocupação dele agora é esta, pois já está perto de concluir o ensino médio”, confidenciou, feliz.


Potencial

Para a gerente da 2ª Gere, Fabiana Silva, a nova unidade é uma das fortes candidatas  da sua regional à oferta de ensino integral a partir dos próximos anos, considerando três pontos: as demandas dos novos moradores, o potencial do município para o comércio e a indústria, e a própria infraestrutura da escola para este aprendizagem.

“Ela tem potencial para a oferta do ensino integral, o que será propício à preparação destes alunos para o mercado e para a sociedade. Uma oportunidade de fortalecer o comércio, usina e indústria local, além de desviar o foco da exploração do trabalho infantil e das drogas”, ressaltou.

A 2ª Gere receberá também uma nova unidade em São Miguel dos Campos, no recém-construído conjunto habitacional Hélio Jatobá, na parte alta daquele município.

Oferta

As sete escolas da rede estadual em construção nas cidades de Arapiraca, São Miguel dos Campos, Coruripe, Murici, Quebrangulo, Senador Rui Palmeira e Poço das Trincheiras irão disponibilizar quase nove mil novas vagas de Ensino Médio e Fundamental para o ano letivo de 2017. Construídas em bairros onde não havia qualquer oferta da rede estadual, todas com recursos próprios do Governo do Estado, cada unidade custará R$ 4,7 milhões aos cofres públicos, sendo a escola de Quebrangulo, da 3ª Gere, a única com resquícios do Programa da Reconstrução.  


 Agência Alagoas
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger