ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Bancários aguardam proposta da Fenaban para esta terça-feira

Representes do Sindicato dos Bancários de Alagoas e sindicalistas de outros estados vão se reunir, nesta terça-feira (27), com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), em São Paulo, onde a expectativa é a de que os banqueiros apresentem uma nova proposta à categoria. Após 20 dias de paralisação, a greve dos bancários fechou mais de 90% das agências em todo o estado.

De acordo com o presidente do sindicato, Jairo França, ainda não há uma previsão de retorno dos bancários às agências. No entanto, adiantou que uma reunião interna foi realizada nesta segunda-feira (26), a fim de se debater os rumos do movimento.

Os bancários reivindicam reajuste salarial de 14,78%, com 5% de aumento real, considerando a inflação acumulada de 9,31%, além da fixação do piso salarial no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$ 3.940,24 em junho) e da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de três salários mínimos, mais R$ 8.817,90. A lista de exigências, porém, reúne outros nove itens, a exemplo de melhores condições de trabalho (ver relação abaixo).

O Comando Nacional dos Bancários rejeitou, no último dia 09, a proposta de reajuste nominal de 7% para os salários e benefícios apresentada pela Federação Nacional dos Bancos.

Confira a lista de exigências dos bancários:

- Reajuste salarial: reposição da inflação (9,62%), mais 5% de aumento real;

- PLR: 3 salários mais R$ 8.317,90;

- Piso de R$ 3.940,24 (equivalente ao salário mínimo do Dieese, em valores de junho último);

- Vale-alimentação no valor de R$ 880,00 ao mês (valor do salário mínimo);

- Vale-refeição no valor de R$ 880,00 ao mês;

- 13ª cesta e auxílio-creche/babá no valor de R$ 880,00 ao mês;

- Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral;

- Fim das demissões, mais contratações, fim da rotatividade e combate às terceirizações, em virtude dos riscos de aprovação do PLC 30/15 no Senado Federal, além da ratificação da Convenção 158 da OIT, que coíbe dispensas imotivadas;

- Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários;

- Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós;

- Prevenção contra assaltos e sequestros: permanência de dois vigilantes por andar nas agências e pontos de serviços bancários, conforme legislação; -Instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento, além de biombos nos caixas;

- Abertura e fechamento remoto das agências, com o fim da guarda das chaves por funcionários;

- Igualdade de oportunidades: fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência (PCDs).



GazetaWeb.com
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger