ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Excluídos de debates, candidatos "nanicos" reivindicam espaço

Os candidatos a prefeito de Maceió, Gustavo Pessoa (Psol), Paulo Memória (PTC) e Fernando do Village (PMN) classificaram como ''censura'' a postura das empresas de comunicação de negar o espaço de cada um nos debates que estão agendados pelas emissoras para os próximos dias. Eles acreditam que a medida é antidemocrática e vai contra o desejo popular. As empresas de radiodifusão alegam apenas que "cumprem a legislação eleitoral". 

Se a proposta dos debates não for alterada, dos sete candidatos a prefeito em Maceió apenas quatro devem participar dos programas. Para Pessoa, a democracia se dá com o embate de ideias e a participação de todos os candidatos é fundamental. "Quando se restringe e apenas um grupo tem o direito de se expor, já não é democracia. Digo isso porque é no debate onde todos os lados são ouvidos e acontece o confronto de pensamentos. Iremos nos mobilizar para que todos tenham o direito de participar do debate", colocou o psolista. 

Na visão Memória, a postura das empresas pode ser comprada a uma ''censura disfarçada". "É inadmissível  que os candidatos que tiveram seus nomes oficializados paras as eleições sejam excluídos. É preciso que a sociedade tome conhecimento dessa situação e levante a voz também, talvez até boicotando esses programas. A democracia defende a pluralidade de ideias e não o contrário. As eleições em nossa cidade precisam dessa dinâmica e do confronto de propostas. Não vamos aceitar calados", frisou Memória.

Fernando do Village acredita que a restrição das emissoras impede o povo de escolher o ''melhor candidato". "Todos os que colocaram os nomes para disputar a prefeitura têm suas propostas. Por que não permitir que apresentem seus planos, ações e objetivos? Diante do modelo atual, acredito que não está sendo exercido o direito democrático assegurado na Constituição Federal. É preciso reagir a essa medida e cobrar também uma solução", expôs Village.

A queixa contra a medida não se restrige apenas a Maceió. Candidatos que pontuaram em pesquisas em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre também não conseguiram espaço nos debates. Com a reforma eleitoral, as emissoras não são obrigadas a convidar os candidatos de partidos que não tenham mais de nove deputados federais. Se decidirem convidar, é necessário que 2/3 dos que possuem esta representatividade concordem. Em virtude disso, Pessoa, Memória e Village cobram também dos demais nomes da disputa majoritária uma manifestação sobre o tema. 

Antes da aprovação, para participar do debate, bastava que o partido do candidato tivesse ao menos um deputado. Para questionar a lei aprovada na Câmara, o PSOL, junto com o PV, entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN), que deve ser julgada pelo Supremo Tribunal Federal nesta quarta. 


GazetaWeb.com
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger