ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Colunistas

Em Delmiro

Educação & Oportunidade

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Casa da Gestante e Maternidade de Risco Habitual irão fortalecer saúde pública em AL

Com a construção da Casa da Gestante, Bebê e Puérpera e da Maternidade de Risco Habitual, Alagoas irá ampliar os serviços de atenção materno-infantil para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), que atualmente conta apenas com a Maternidade Escola Santa Mônica e o Hospital Universitário para o atendimento a gestantes de alto risco. 

Atualmente as gestações de baixo risco, para usuários do SUS, são feitas por meio de convênios com hospitais particulares e filantrópicos. Para abrigar a Maternidade de Risco Habitual será construído um prédio de sete andares que contará com salas de pré-parto, salas de cirurgia, ambulatórios e um centro de diagnóstico.

De acordo com secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, a nova unidade de saúde irá desafogar os atendimentos realizados pela Maternidade Santa Mônica que é exclusiva para casos de alto risco, mas que, pela falta de leitos públicos para gestações de baixo risco, acaba recebendo muitas pacientes.

“A rede pública de Alagoas não possui nenhuma maternidade de risco habitual, com a construção dessa nova maternidade iremos contar com cem leitos públicos de risco habitual, garantindo um melhor atendimento à população de Maceió e dos municípios vizinhos, além de economizar recursos financeiros, já que ficaremos menos dependentes dos leitos particulares”, ressaltou a secretária.

 

Sobre a Casa da Gestante, Bebê e Puérpera a titular da pasta falou que o local irá atender, em especial, as mamães que vêm do interior do Estado para ter seus filhos na capital alagoana. “Serão 20 leitos destinados às gestantes e puérperas de alto risco que residem no interior, mas que devido algum problema de saúde, delas ou dos bebês, ainda não possuem as condições adequadas para retornarem a seus municípios de origem e precisam ficar próximo da Maternidade Escola Santa Mônica”.

“A Casa da Gestante será um local de apoio onde as mães, bebês e seus acompanhantes contarão com o suporte de todos os profissionais da Maternidade Santa Mônica como psicólogos, assistentes sociais, médicos e enfermeiros, e que possam esperar de maneira mais confortável a plena recuperação e estabilização do quadro de saúde para seguirem viagem ao interior de destino, saudáveis e seguros”, completou a secretária.
  
Recursos

A obra da Casa da Gestante, Bebê e Puérpera está orçada em R$ 762.557,99. Desse montante, o Ministério da Saúde vai custear R$ 130 mil, ficando pouco mais de R$ 632 mil a ser investido pelo Governo do Estado.
A Maternidade de Risco Habitual será construída com recursos oriundos de emendas parlamentares na ordem de R$ 28 milhões e a previsão é que a obra seja concluída em 30 meses.

Tanto a Casa da Gestante, Bebê e Puérpera, como a Maternidade de Risco Habitual estão ligadas à Maternidade Escola Santa Mônica, e por esse motivo ficarão próximas a esta na Avenida Comendador Leão, no bairro do Poço, em Maceió.

 Agência Alagoas
 
Copyright © 2013 Ferreira Delmiro - Seu blog de notícias e opinião.
Shared by Themes24x7Powered byBlogger